Crianças e Jovens

Projeto vai permitir que a prefeitura e os clubes de futebol amador criem escolinhas de futebol nos bairros

           
Segmento de Helio Wirbiski

Um projeto apresentado pelo vereador Helio Wirbiski, líder da bancada do PPS na Câmara de Curitiba, vai permitir que a prefeitura e os clubes de futebol amador da capital se tornem parceiros no combate ao crack e outras drogas.

O vereador explica que a maioria dos mais de trinta clubes amadores de Curitiba funciona em terrenos da prefeitura no sistema de comodato. E muitos não têm recursos para manter as sedes e os campos.

“A ideia é que a prefeitura ajude financeiramente na manutenção e, em contrapartida, os clubes permitam a instalação de academias de ginástica para a terceira idade, espaços de convivência comunitária e ainda a criação de escolinhas de futebol no contra turno escolar. Tudo com a supervisão de estagiários de educação física e a coordenação de ex-atletas profissionais”, disse o vereador.

O projeto está em discussão na prefeitura de Curitiba e hoje foi apresentado, na Câmara de Vereadores, ao secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, Aluísio de Oliveira Dutra Júnior.

“Os clubes ficam fechados durante a semana inteira e a comunidade não pode utilizá-los, mesmo o terreno sendo da prefeitura. Minha proposta é abrir os portões e permitir que alunos de escolas próximas possam participar das escolinhas em contra turno, com reforço na alimentação e acompanhamento adequado”, esclarece.

A ideia, segundo o vereador, nasceu após diversas reuniões com ex-atletas e diretores de clubes da suburbana. Helinho, como é conhecido entre os boleiros, jogou futebol profissionalmente no Atlético Paranaense na década de 80. E também em clubes do futebol amador, como o Iguaçu e Trieste (Santa Felicidade) e no Ipiranga (Água Verde).
 

FACEBOOK

CURTA E ACOMPANHE

CADASTRE-SE E RECEBA INFORMAÇÕES

NOME  
E-MAIL  
Por favor, aguarde...